terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

MABE 2013


A avaliação das bibliotecas escolares tem-se revelado um importante meio de desenvolvimento de uma prática de gestão mais informada, com impactos assinaláveis na ação da biblioteca, no seu reconhecimento pela escola e na obtenção de bons resultados. 

Em 2012/ 2013 encerra-se o ciclo de avaliação dos quatro domínios que compõem o Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares.

O processo continuará a ser conduzido, este ano, de forma idêntica ao anterior, com recurso à aplicação informática e possibilidade de recolha, carregamento e tratamento faseados dos dados, e a elaboração de um relatório final de avaliação.

De notar que este trabalho só será sustentável, se houver uma atitude de colaboração sistemática entre a biblioteca, os professores e a escola, em geral, e todos se empenharem em fazer da biblioteca um recurso privilegiado para a aprendizagem em cada estabelecimento de ensino.

Registadas estas notas prévias, renovamos a nossa chamada de atenção para alguns procedimentos inerentes ao lançamento da avaliação deste ano, a salvaguardar, designadamente no que diz respeito: (i) à escolha e registo, na aplicação, do domínio a avaliar e parametrização dos respetivos instrumentos; (ii) à análise dos aspetos em que incide o domínio selecionado e antevisão das fontes a que será preciso recorrer para poder avaliá-los; (iii) à definição, de acordo com o plano de atividades, de um calendário e metodologia de utilização dos instrumentos de recolha de dados.

No sentido de orientar as escolas nesta planificação, esclarece-se que as três fases de funcionamento da aplicação decorrerão nos prazos seguintes:

• 1ª fase – 8 de outubro a 13 de janeiro
• 2ª fase – 14 janeiro a 14 de abril
• 3ª fase – 15 de abril a 20 de julho

Relativamente às escolas a envolver neste trabalho, serão abrangidas, à semelhança do que aconteceu no ano transato, escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico com maior número de alunos, escolas dos 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e escolas do Ensino Secundário, mantendo-se as orientações então fornecidas e que se reeditam no quadro seguinte:

Sem comentários: